TJ-PR reabre as inscrições do concurso de Técnico Judiciário

Os candidatos inscritos no concurso para Técnico Judiciário do Quadro de Pessoal do 1º Grau de Jurisdição do Tribunal de Justiça do estado do Paraná podem comemorar: a seleção avançou com a publicação do Edital n.º 004/2018 no Diário da Justiça desta sexta-feira (27). A seleção estava paralisada desde a última publicação oficial em 05 de setembro de 2017, que adiou a prova para 2018 sem determinar uma data exata para o certame. Desde a última publicação oficial foram exatos 234 dias de total silencio por parte da comissão de concurso.

E vem mais novidades ainda, fique atento as novas definições:

Novas Definições

No documento publicado, a comissão organizadora deu andamento ao concurso com as seguintes alterações:

1 –Aumento do número total de vagas (de 100 para 114), em cumprimento à Resolução n.º 203/2015 do Conselho Nacional de Justiça, ampliando o percentual de vagas reservadas aos negros, de 10% para 20%.

2 – Reabertura das inscrições no período compreendido entre as 13h do dia 07/05/2018 até às 23h do dia 11/05/2018. O valor da taxa de inscrição permanece em R$ 100,00.

3 – Os candidatos já inscritos como negros poderão se reinscrever para concorrer simultaneamente as vagas de deficientes e vice-versa, caso tenham direito a ambas as quotas. Para esta modalidade de inscrição não haverá taxa de inscrição.

4 – Quanto à disciplina de Noções de Direito e Legislação, as atualizações legislativas posteriores à veiculação do Edital n.º 001/2017 no Diário da Justiça eletrônico em 18/01/2017 serão desconsideradas.

5 – Não haverá mais distinção de lista de interior e capital. As vagas serão oferecidas aos candidatos a medida da nomeação, na ordem de classificação, podendo ser em qualquer comarca do estado do Paraná. Sendo assim, somente será corrigida a redação dos 1.140 candidatos melhores classificados na prova objetiva, desde que alcancem nota igual ou superior 36 pontos, ou seja, 60% de aproveitamento nas questões objetivas. Havendo notas idênticas na posição de classificação 1.140, todos estes candidatos empatados terão a questão discursiva corrigida. As questões discursivas dos candidatos com deficiência e/ou negros serão corrigidas daqueles que obtiverem nota igual ou superior a 36 pontos nas questões objetivas, ou seja, 60% de aproveitamento nas questões objetivas.

6 – O programa de estudos permanece inalterado exceto pela inclusão do Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei n.º 13.146/2015 e suas alterações) e, também, inclusão da Resolução do CNJ n.º 230/2016.

Diante das alterações, o candidato que não desejar mais fazer o concurso poderá requerer a devolução do valor pago a título de inscrição entre os dias 14/05 e 12/06/2018 mediante requerimento próprio direcionado à Coordenadoria de Arrecadação e Fiscalização dos Fundos Especiais do Poder Judiciário.